Loading...
 
HUMANO — HOMEM

WIKIPEDIA: Inglês, Português

VIDE: SUPER-HOMEM, SOMA, PSYCHE, PNEUMA, NOUS, POIEIN, AÇÃO, ADÃO - ALMA - ESPÍRITO, ANDRÓGINO, ANIMAL RACIONAL, ANTROPOGONIA, CHAKRA, CORAÇÃO, CORPO, ESPÍRITO, ESPOSO E ESPOSA, GRÃO E PALHA, HOMEM CENTRO CRIAÇÃO, HOMEM DE LUZ, HOMEM EXTERIOR INTERIOR, HOMEM MACACO, HOMEM PERFEITO, HOMEM PLASMADO, IMAGEM E SEMELHANÇA, IMORTALIDADE, MACHO-FÊMEA, MEDIADOR, MORRER, NAÇÕES, NATUREZA PERFEITA, OUTRO, QUEDA, SI MESMOS, VIVENTE

Enquanto objeto das Tradições, dada a condição central desta individualidade no plano de manifestação que lhe cabe, especialmente no que se refere à proposta de salvação (soteria) que estas Tradições oferecem, a noção de homem é apresentada e tratada de muitas formas nas exposições tradicionais. Em nosso site pode-se dizer que tudo se refere ao homem, seu meio — o Mundo —, e a sua origem e destino — Deus.

Cristologia

Agostinho de Hipona

Estas três coisas, memória, inteligência, vontade, como não são três vidas mas apenas uma só, nem três mentes, mas uma só mente, não são, por conseguinte, três substâncias, mas uma só substância. (...) Pois me lembro de que tenho memória e inteligência e vontade; e entendo, quero e lembro; e quero querer e lembrar e entender; e lembro ao mesmo tempo toda minha memória e minha inteligência e minha vontade. Pois aquilo que de minha memória não lembro, não está em minha memória. Portanto, nada está tanto na memória quanto a própria memória. Analogamente, quando entendo estas três coisas, as entendo todas ao mesmo tempo. Pois não deixo de entender nenhuma das coisas inteligíveis, salvo o que ignoro. Ora, o que ignoro, nem o lembro nem o quero. Portanto, todas aquelas coisas inteligíveis que não entendo, tampouco as lembro nem as quero. De modo contrário, quantas coisas inteligíveis lembro e quero, consequentemente as entendo. Minha vontade, pois, compreende toda minha inteligência e toda minha memória, enquanto uso de tudo o que entendo e lembro. Por esta razão, quando todas estas coisas são compreendidas alternativamente por cada uma, é igual cada uma delas a todas as demais, e todas elas separadamente, ao mesmo tempo, a todas, e estas três coisas são uma só, uma vida, uma mente, uma essência. (De Trinitate, XI, 11.)


Bíblia

Paul Nothomb: O HOMEM IMORTALO HOMEM

Charles Mopsik: CHARLES MOPSIK: LE COUPLE ORIGINEL ET L’UNIQUE PRIMORDIAL DANS LES RELIGIONS DU MONDE

Perenialistas

René Guénon

Frithjof Schuon: O ESOTERISMO COMO PRINCÍPIO E COMO VIAO HOMEM

Leo Schaya: O HOMEM E O ABSOLUTO SEGUNDO A CABALA

Pierre Gordon: IMAGEM DO MUNDO NA ANTIGUIDADE
O homem que vemos e tocamos não é o homem real; ele guarda, nas dobras dele mesmo, um ser dinâmico, que o comanda, que lhe sobrevive, que conhece as coisas por outras modalidades e cuja ação não está sujeita às mesmas constrições. Esta força interior porta segundo os povos os nomes mais diversos. Frequentemente, multiplica-se por ela mesma a fim de sublinhar bastante os aspectos; aloja-se assim no centro invisível do homem, até seis ou sete princípios dinâmicos. Estas variantes não mudam nada à concepção essencial, que é que a realidade do homem, no que concerne tanto o conhecimento quanto o poder, não é o aspecto fenomenal. Abaixo está oculta uma fonte de vida.


SUFISMO
Ibn Arabi: HOMEM

Filosofia

Michel Henry: PALAVRAS DO CRISTOO HOMEM



Online Users

1 online user

Responsável

Murilo Cardoso de Castro
Doutor em Filosofia, UFRJ (2005)