Loading...
 
page id: 138 GEORGE IVANOVITCH GURDJIEFF
CAMINHANTES — G.I.GURDJIEFF

— Que relação existe entre o ensinamento que expões e o Cristianismo tal como nós o conhecemos? perguntou alguém.
— Não sei o que entendes sobre o Cristianismo, contestou G., pondo ênfase nesta palavra. Seria necessário falar durante muito tempo a fim de esclarecer o que entendes por este termo. Mas para benefício dos que já sabem direi, se assim o querem, que este é o Cristianismo esotérico. Falaremos em seu devido tempo sobre o significado destas palavras.

Esta resposta a um discípulo, segundo o relato de Ouspensky em "Fragmentos de um Ensinamento Desconhecido", somado ao fato que entre os "homens notáveis" que apresenta como "tipos/modelos" de "buscadores da verdade", está seu primeiro tutor, um padre ortodoxo, que o preparava para seguir como seminarista, nos leva a considerar neste nosso acervo, a obra de Gurdjieff como uma contribuição importante para compreensão da tradição cristã.


BIOGRAFIA E BIBLIOGRAFIA

James Moore

Livros à venda: LIVROS DE GURDJIEFF (EM INGLÊS)

Na Internet:
Além das obras escritas pelo próprio Gurdjieff, evidentemente com o propósito de registrar seu conhecimento, dado o risco de extinção devido ao grave acidente que acabara de sofrer (acidente este polêmico), a única obra que merece reconhecimento é o livro FRAGMENTOS DE UM ENSINAMENTO DESCONHECIDO, que seria um registro cuidadoso das reuniões de G. na Rússia com seus primeiros grupos de discípulos, do qual Ouspensky participou e fez um registro fiel, segundo aprovação do próprio Gurdjieff, antes de sua publicação.

PERENIALISTAS
René Guénon:
Nenhuma citação em sua obra, o que surpreende, pois Guénon era implacável em suas críticas a contemporâneos e esoteristas passados, classificando-os desde puros ignorantes até agentes de uma contra-iniciação. Porque o silêncio absoluto sobre Gurdjieff, em sua obra escrita? Difícil crer que um movimento tão forte, especialmente nos anos 1920, em Paris, pudesse passar desapercebido ou não merecesse nem uma nota de Guénon. Cabe lembrar o respeito que alguns seguidores de Gurdjieff, daquela época, guardam de René Guénon, tais como o grande poeta René Daumal, o pensador e escritor Philippe Lavastine, a própria Jeanne de Salzmann que dirigiu o grupo de Gurdjieff desde seu falecimento em 1949, e outros. De fato, críticas a Gurdjieff e seu caminho, só em anedotários dos perenialistas.

Julius Evola: MONSIEUR GURDJIEFF

ESTUDOS E EXTRATOS:

Online Users

1 online user

Responsável

Murilo Cardoso de Castro
Doutor em Filosofia, UFRJ (2005)