Carregando...
 

Virtudes

O homem, "feito à imagem de Deus", tem uma inteligência capaz de discernimento e de contemplação, uma vontade capaz de liberdade e de força, uma alma, ou um caráter, capaz de amor e de virtude. Schuon - O esoterismo como princípio e como via.

Humildade e Virtude

Curé d'Ars
A humildade é para as virtudes co que a corrente é para o rosário; retires a corrente, e todos os grãos se escapam; retires a humildade, e todas as virtudes desaparecem.

Todos os outros vícios se associam ao mal para que ele se faça; só o orgulho se associa ao bem para que ele morra.

Quer dizer que o orgulho consiste a se glorificar de suas virtudes, seja diante de outros, seja diante de si mesmo somente; o que destrói as virtudes por duas razões: primeiro porque a se as retira de Deus, a quem elas pertencem em realidade, e se põe-se assim — como Lúcifer — no lugar da Fonte divina; e em seguida porque se atribui de facto um valor desproporcionado a um fenômeno forçosamente relativo. "Quando deres esmola, que tua mão esquerda não saiba o que faz tua mão direita".

Por natureza possuímos as virtudes

Deus fez o homem a sua imagem, quer dizer (. . .) decorado de toda virtude.

Por natureza possuímos as virtudes, que nos foram dadas por Deus. Criando o homem, Deus as pôs nele; logo Deus nos deu as virtudes por natureza. (Instruções Espirituais, I)

A virtude está naturalmente na alma. (Discursos Ascéticos)

Deus fez o homem (. . .) ornado de toda virtude e rico de todo bem.

As virtudes são naturais ao homem. (Exposição exata da ortodoxa)

As virtudes são inerentes à alma pela criação. (Disputa com Pirro; Centúrias sobre a Caridade, III)

Espinoza - A virtude é a essência do homem

Espinoza - A virtude é a essência do homem
Excertos de "Ética"

Por virtude e potência entendo o mesmo; isto é, a virtude, enquanto se refere ao homem, é a essência mesma ou natureza do homem, enquanto tem poderio para fazer certas coisas que se podem entender pelas únicas leis dessa mesma natureza.

Ninguém pode desejar ser feliz, bem agir e bem viver, sem desejar ao mesmo tempo ser, agir e viver, isto é, existir em ato.

Não se pode conceber nenhuma virtude como anterior a esta (isto é, o impulso de conservar-se).

Agir absolutamente por virtude não é em nós outra coisa que agir, viver, conservar seu ser (estas três coisas significam o mesmo), guiados pela razão, pelo fundamento de procurar a própria utilidade.

Ninguém se esforça por conservar seu ser movido por outra coisa.

O sumo bem da mente é o conhecimento de Deus, e a suprema virtude da mente, conhecer Deus.

Na medida em que os homens estão dominados por afetos que são paixões, podem ser contrários entre si.

Só na medida em que os homens vivem guiados pela razão convêm sempre necessariamente por natureza.

O homem livre em nada pensa menos que na morte; e sua sabedoria não é meditação da morte e sim da vida.

Evágrio - Praticamos as virtudes...

Evágrio - Virtudes Cardeais
Excertos de "Da Oração"

Dividi este discurso sobre a oração em cento e cinquenta três textos. Desta maneira tens um festim evangélico, de modo que podes te deleitar em um número simbólico que combina uma figura triangular e uma hexagonal. O triângulo indica o conhecimento espiritual da Trindade, o hexágono indica a criação ordenada do mundo em seis dias. O número cem é um quadrado, enquanto o número cinquenta e três é triangular e esférico; pois vinte oito é triangular, e vinte cinco é esférico, cinco vezes cinco sendo vinte cinco. Desta maneira, tens uma figura quadrada para expressar a natureza quadrática das virtudes, e também um número esférico, vinte cinco, o qual pela forma representa o movimento cíclico do tempo e assim indica o verdadeiro conhecimento desta era presente. Pois semana segue semana e mês segue mês, e o tempo gira de ano para ano, e a estação segue a estação, como vemos do movimento do sol e da lua, da primavera e verão, e assim por diante. O triângulo pode significar o conhecimento da Santa Trindade. Ou pode olhar a soma total, cento e cinquenta e três, como triangular e assim significando respectivamente a prática das virtudes, contemplação do divino na natureza, e teologia ou conhecimento espiritual de Deus; , esperança e amor; ou ouro, prata e pedras preciosas. Basta, então, para este número.

Praticamos as virtudes a fim de alcançar a contemplação das essências interiores (logoi) das coisas criadas, e disto passamos à contemplação do Logos que as dá seu ser; e Ele manifesta Ele mesmo quando estamos no estado de oração.

Nilo do Sinai - A virtude é algo de um equilíbrio delicado

Nilo do Sinai – A virtude é algo de um equilíbrio delicado
Excertos de “Discurso Ascético”

...podemos compreender que a virtude é algo de equilíbrio delicado, e que se negligenciada rapidamente transforma-se em seu oposto. A Escritura para referir-se a isso simbolicamente, dizendo: “A terra na qual vais de modo a herdá-la é uma terra sujeita a mudança através do movimento dos povos” (Ezra 9,11, LXX). Pois assim que alguém que tenha alcançado o estado de virtude se inclina para seu oposto, sua virtude é em consequência alterada, sendo “uma terra sujeita a mudança”. Portanto, do momento que fantasias daninhas aparecem deveríamos negá-las a entrada em nossa mente. Deveríamos não permitir ela (nossa mente) “descer ao Egito”, pois de lá ;e conduzida em cativeiro pelos Assírios (Jer 42,19; 43,2-3). Pois quando a mente desce na escuridão dos pensamentos impuros – e é isto que significa o Egito – então as paixões a arrastam com força e contra sua vontade para seu serviço.

Diadoco de Photiki – As quatro virtudes cardeais como cavalos...

Diadoco de Photiki – As quatro virtudes cardeais como cavalos...

Em meu ponto de vista, então, o homem que em espírito de devoção faz uso controlado de seu poder irascível, sem dúvida, será julgado mais favoravelmente do que o homem que, por causa da inércia de seu intelecto, nunca se tornou irritado. O último parece ter um condutor inexperiente em cargo de suas emoções, enquanto o primeiro, sempre pronto para ação, dirige os cavalos da virtude através da hoste demoníaca, guiando a carruagem de quatro cavalos, por auto-controle, em temor a Deus. Esta carruagem é chamada “a carruagem de Israel” na descrição da ascensão do profeta Elias; pois Deus falou claramente sobre as quatro virtudes cardeais primeiro aos judeus. Por isso precisamente que Elias ascendeu em uma carruagem de fogo, guiando suas próprias virtudes como cavalos, quando foi arrebatado pelo espírito em uma erupção de fogo.

O auto-controle é comum a todas as virtudes, e portanto quem quer que pratique auto-controle deve fazê-lo em todas as coisas. Se qualquer parte, seja pequena, de um corpo de homem é removida, o todo do homem é desfigurado; da mesma forma, aquele que negligencia uma única virtude destrói involuntariamente toda a ordem harmoniosa de auto-controle. É portanto necessário cultivar não somente as virtudes corporais, mas também aquelas que têm o poder para purificar nosso homem interior. Qual o bem de um homem manter a virgindade de seu corpo se deixa sua alma cometer adultério com o demônio da desobediência? Ou qual o bem de homem controlar a glutonia e seus outros desejos corporais se não faz esforço para evitar a vaidade e a auto-estima, e não suporta com paciência mesmo a menor aflição? No juízo que coroa merecerá, quando uma justa recompensa é dada apenas àqueles que cumpriram obras de retidão em um espírito de humildade? (Do Conhecimento Espiritual)

Marcos o Asceta - Cumprir os Mandamentos

Marcos o Asceta - Cumprir os Mandamentos
Excertos de "Da Lei Espiritual"

Cumprir um mandamento é uma coisa, e virtude é outra, embora cada uma promova a outra.

Cumprir um mandamento significa fazer aquilo que somos ordenados fazer; mas a virtude é fazê-lo em uma maneira que conforma à verdade.

Toda riqueza material é a mesma, mas é adquirida de muitas maneiras diferentes; similarmente, a virtude é una, mas multi-facetada em suas operações.


A lei da liberdade ensina a verdade por inteiro. Muitos leem sobre ela de uma maneira teorética, mas poucos realmente a compreendem, e estes somente no grau ao qual tenham praticado os mandamentos.

Não busque a perfeição desta lei nas virtudes humanas, pois nelas não se encontram perfeitas. Sua perfeição está oculta na Cruz do Cristo.



Deus é a fonte de toda virtude, como o sol é da luz do dia.

Yourcenar - Gosto pela beleza ...

Marguerite Yourcenar - Virtude

Acreditei outrora que um certo gosto pela beleza substituiria em mim a virtude, que eu saberia imunizar-me contra as solicitações demasiado grosseiras. Enganei-me, todavia. O apreciador da beleza acaba por descobri-la não importa onde, como o filão de ouro nos mais ignóbeis veios, para experimentar, ao manusear essas obras-primas fragmentárias, sujas ou quebradas, a emoção de um conhecedor solitário ao colecionar uma peça supostamente vulgar.

Nada me define: meus vícios e minhas virtudes são insuficientes para tanto; minha felicidade talvez o faça melhor, embora por intervalos, sem continuidade e, sobretudo, sem motivo aceitável.

Sucede o mesmo com as nossas escolhas pessoais: do cinismo ao idealismo, do ceticismo de Pirro aos sonhos sagrados de Pitágoras, nossas recusas ou nossos consentimentos já existiram, nossos vícios e nossas virtudes têm modelos gregos.

Nosso grande erro é tentar encontrar em cada um, em particular, as virtudes que ele não tem, negligenciando o cultivo daquelas que ele possui.

Cada um de nós possui mais virtudes do que os outros supõem, mas só o sucesso as coloca em evidência, talvez porque se espere que deixemos de praticá-las.

Quando tivermos reduzido o máximo possível as servidões inúteis, evitado as desgraças desnecessárias, restará sempre, para manter vivas as virtudes heroicas do homem, a longa série de males verdadeiros: a morte, a velhice, as doenças incuráveis, o amor não partilhado, a amizade rejeitada ou traída, a mediocridade de uma vida menos vasta do que nossos projetos e mais enevoada do que nossos sonhos. Enfim, todas as desventuras causadas pela divina natureza das coisas. (Memórias de Adriano)

Pessoa - Os homens dividem-se em três categorias

Fernando Pessoa - Os homens dividem-se em três categorias

Os homens dividem-se em três categorias: (1) os homens naturais, com instintos naturais, diretos e simples; (2) os homens civilizados, com a transformação repressiva desses instintos, que todavia subsistem; (3) os homens condutores do mundo, em quem esses instintos são, ou abolidos, ou utilizados como não tendo importância, ou transubstanciados em super-instintos.

É evidente que a estes três tipos não convém a mesma moral. Para o homem do povo, a coragem, a força, a vitalidade, e as virtudes ou qualidades que nelas assentam, são o sinal do bem. Para o homem das classes médias, a honestidade, a lealdade, (...) são o sinal do bem. Para o aristocrata, (...)

Tauler - Superando a Tentação

Johannes Tauler - Superando a Tentação

Na própria superação da tentação ... podemos obter uma doçura espiritual oculta, como as abelhas tiram o mel de cerdos assim como de outras flores. Aquele que não foi tentado, nada sabe, nem vive ainda, diz o sábio homem Salomão, e o santo mestre São Bernardo. Encontramos mais de mil testemunhos na Escritura do grande benefício da tentação; pois é o sinal especial do amor de Deus para com o homem que ele seja tentado e ainda assim sustente-se sem cair; pois assim ele deve e irá certamente receber a coroa.
  • "Bem-aventurado o homem que suporta a provação; porque, depois de aprovado, receberá a coroa da vida, que o Senhor prometeu aos que o amam" (Ti 1,12)

Filon - Embelezar a Alma

Filon - Embelezar a Alma

Vendo que nossas almas são uma região aberta para entrada invisível Dele, façamos deste lugar tão belo quanto pudermos, ser uma morada adequada para Deus. Ou então, Ele passará silenciosamente para outra casa, onde Ele julgue que as mãos do construtor trabalharam algo mais valoroso.

Ficino - Virtude Especulativa

Marsilio Ficino - Virtude Especulativa

O que mais pode ser a virtude especulativa que a clareza do intelecto? Que mais pode ser a virtude moral que o ardor estável de apetite saciado pela clareza do intelecto? ... Qual a finalidade da virtude? A finalidade da virtude moral é purificar e separar a Alma do corpo divisível; aquela da virtude especulativa, apreender os conceitos incorpóreos e universais das coisas, cujo locus está longe dos corpos divisíveis.

Peter Sterry - Ande honestamente...

Peter_Sterry - Ande honestamente...

"Ande honestamente", disse São Paulo (Rom 13,13). A Palavra é kalos. Belamente. Escrita de acordo com a Cópia da Divina Beleza, que habita dentro de ti, e brilha desde a Face do Senhor Jesus em teu Coração: Imite, descubra isto em toda tua Conversação.

As principais Coisas da Beleza, são Luz e Proporção. Teu Cristo em ti é ambas: a Luz, e a Sabedoria de Deus. Quando vives Belamente, quando esta Luz atravessa teus Pensamentos. Afeições. Ações, brilhando em tudo, e fazendo todas as coisas proporcionais a si mesmas.

Philokalia - a virtude em nós ...

Philokalia - a virtude em nós ...

Quando a alma sábia está em um estado que lhe é natural , a virtude - arete - nela se encontra necessariamente. A alma acha-se em seu estado natural quando permanece assim como foi criada (...) A alma é justa quando seu conhecimento permanece no estado que lhe é natural (... ) Por isto a virtude não é algo difícil; quando permanecemos como fomos criados, estamos em um estado de virtude... Se temos que buscar a virtude fora de nós-mesmos, isto certamente seria difícil; mas como ela está dentro de nós, é suficiente evitar pensamentos malignos e manter nossa alma (como ela é a priori) voltada em direção ao Senhor.

Dispositivos móveis

Online Users

1 usuário on-line

Responsável

Murilo Cardoso de Castro
Doutor em Filosofia, UFRJ (2005)
Mostrar mensagens de erro do PHP