Carregando...
 
id da página: 2247 LITURGIA (LEITOURGIA) (Em cache)
RITO — LITURGIA

Wikipedia: Português, Inglês

LÉXICOS: TRADIÇÃO E SIMBOLISMO; Guénon; Schuon; Coomaraswamy; Metafisica Cristã

E sucedeu que, terminados os dias de seu ministério (leitourgia), voltou para sua casa. (Lc 1:23)

Porque a administração deste serviço (leitourgia), não só supre as necessidades dos santos, mas também é abundante em muitas graças, que se dão a Deus. (2Co 9:12)

E, ainda que seja oferecido por libação sobre o sacrifício e serviço (leitourgia) da vossa , folgo e me regozijo com todos vós. (Filipenses 2:17)

E semelhantemente aspergiu com sangue o tabernáculo e todos os vasos do ministério (leitourgia). (Heb 9:21)


Do grego λειτουργία, literalmente serviço público ou ofício público. No ocidente este termo é, frequentemente, utilizado para a veneração pública em geral. Na igreja do oriente denota, especificamente, os ofícios em que se consagram os dons para a Eucaristia. As principais Liturgias celebradas pela Igreja Ortodoxa são, segundo este glossário:
  • Liturgia de São João Crisóstomo (vide João Crisóstomo)
  • Liturgia de São Basílio, o Grande (vide Basílio)
  • Liturgia de São Tiago, irmão do Senhor.
  • Liturgia dos Dons Pré-Santificados.
Leituras

Ofício da Missa, estudos e citações


Cristologia

Michel Henry: ENCARNAÇÃO
En los textos iniciáticos del cristianismo primitivo se expresa esta relación con el otro, en el sentido de otro , de una manera hasta entonces nunca considerada por el espíritu humano. Sea cual fuere la dificultad de los pensadores cristianos de las generaciones siguientes para conceptualizar la naturaleza de tal relación en el marco del horizonte griego, queda este hecho decisivo: lo que se actualiza constantemente en la prácticas litúrgicas y sacramentales aportadas por la nueva religión es esta relación con el Otro absoluto que es Dios.

Perenialistas

Segundo Christophe Andruzac, o culto, compreendido em sentido amplo, inclui tudo o que se chama o «sagrado»: sacrifícios, oferendas, formas estéticas (cantos, danças, música, vestimentas, atitudes e gestos nos lugares santos, formulação das orações).


René Guénon: RITOS E CERIMÔNIAS

Frithjof Schuon: LITURGIA

Jean Borella: RENÉ GUÉNON E OS SACRAMENTOS DA INICIAÇÃO CRISTÃ

Alan Watts:

Dispositivos móveis

Online Users

1 usuário on-line

Responsável

Murilo Cardoso de Castro
Doutor em Filosofia, UFRJ (2005)
Mostrar mensagens de erro do PHP