Carregando...
 
id da página: 4174 SIGAO — GUARDAR SILÊNCIO; SIGE — SILÊNCIO
PHILOKALIA-TERMOS — SIGAO — GUARDAR SILÊNCIO

VIDE: NEPSIS, HESYCHIA

EVANGELHO DE JESUS: Atos 15:12; Atos 21:40; Atos 22:2; 1Cor 14:28; 1Cor 14:34; 1Tim 2:11-12; Apocalipse 8:1
Nestas citações é interessante notar primeiro os termos sigao, sige e hesychia. Os dois primeiros sempre referidos à "guardar silêncio" e "silêncio", respectivamente; e o segundo referido a um trabalho maior, que justamente é o eixo do chamado hesicasmo. Em todos estes sentidos é importante frisar que pobres daqueles que entendem literalmente as injunções que exigem que as mulheres, enquanto gênero humano, façam silêncio e se submetam. Melhor seria sempre aprofundar a reflexão sobre o Evangelho, entendido como a boa nova para o "homem interior", o qual realmente deve controlar e calar "sua mulher" interior, que não para de falar. Neste sentido talvez seja necessário lembrar que a palavra "alma" em grego é feminina (psyche), assim como a inteligência (gr. nous) a ser fecundada pelo Espírito Santo (nascimento do Cristo em nós), enquanto a palavra "espírito" (pneuma) é masculina em grego.


PERENIALISTAS: SILÊNCIO

PHILOKALIA
Ysabel de Andia: MYSTIQUES D'ORIENT ET D'OCCIDENT
O silêncio é o verdadeiro afastamento do mundo pois, enquanto os rumores do mundo não são mortos, o mundo está presente no deserto mesmo, e não se pode encontrar o silêncio:

Ame o silêncio mais que tudo. Pois ele te oferece de portar o fruto. A língua é incapaz de explicá-lo. Esforcemo-nos então em nos calar. É pelo silêncio que vai nascer em nós o que nos conduzirá ao silêncio. Que Deus te conceda então sentir o que nasce do silêncio. Se ages assim, não poderia te dizer qual luz levantar-se-á sobre ti.


E de novo Isaque de Nínive toma como exemplo Abba Arsênio:

Quando é dito que os padres e os irmãos vieram ver o maravilhoso Arsênio, que este os recebeu em silêncio e os acompanhou em silêncio, não venhas a crer, ó irmão, que fez isto por sua única vontade. Ele se calava porque aí se esforçava desde o princípio... A graça lhe ensinou uma via: o silêncio contínuo. Da ascese do silêncio com o tempo nasce no coração um prazer que força o corpo a permanecer pacientemente na hesychia. E nos vêm as lágrimas abundantes. Então na dor, depois no arrebatamento, o coração sente assim que discerne no fundo da contemplação maravilhosa. Ele se afina e se torna como um pequenino. E o homem que na paciência de seus membros, se habituou maravilhosamente a não estar mais senão no interior de sua alma. Se colocas no plateau de um equilíbrio todas as obras da vida monástica, e sobre o outro o silêncio, verás que este pesa muito. TRATADOS MÍSTICOS.


A ascese do silêncio toca o homem inteiro em seu corpo, seu coração e sua alma:

Tal é a meta do repouso na solidão, no silêncio e na oração incessante.

O silêncio com os homens obra no colóquio da alma com o Espírito divino e com o Cristo:

Aquele que ama se entreter com o Cristo ama estar só. Mas aquele que ama se deixar ir com muitos outros é o amigo deste mundo.


Rompimento e despreocupação vis-à-vis do mundo, silêncio, deve-se ainda adicionar a estas condições da hesychia, o jejum e as vigílias.

FILOSOFIA: O SILÊNCIO NA FILOSOFIA

GURDJIEFF: LEI DE SETE
Descrevendo as Leis de Criação e Manutenção, em especial a Lei de Sete, G afirma uma das modificações providenciais aplicada à esta lei originária e atuante no Sol Absoluto, para conter a ação do fluxo do tempo sobre esta morada de Deus:
A respeito do terceiro Stopinder do Heptaparaparshinokh sagrado: se a integralidade do processo desta lei sagrada flui em condições, onde durante seu processo há muitas vibrações-estranhamente-causadas, então todo seu funcionamento oferece somente resultados externos; mas se este processo procede em absoluta quietude então todos os resultados da ação de seu funcionamento permanecem dentro dessa concentração na qual ele completa seu processo, e para o exterior, esses resultados só se tornam evidentes em contato direto e imediato com ele. (RBN 39, p.754-755)


LÉXICOS: Guénon; Schuon; Coomaraswamy; Metafisica Cristã; Philokalia

Dispositivos móveis

Online Users

1 usuário on-line

Responsável

Murilo Cardoso de Castro
Doutor em Filosofia, UFRJ (2005)
Mostrar mensagens de erro do PHP