Loading...
 
page id: 10803 REALIDADE E MANIFESTAÇÃO III

A realidade de qualquer coisa está confinada ao instante, que normalmente não podemos apreender e do qual experimentamos apenas um reflexo ou um eco na forma de uma memória.

Nossa mente é apenas uma coleção de reflexões ou ecos, preservados pela memória, da realidade que perdemos. Nossa mente é apenas uma sombra que confundimos com a substância que nunca fomos capazes de ver.

A percepção da substância deve ser Satori. Depois de apreender o Real, tornar-se Real, percebemos que nossa mente era apenas uma sombra - e pode ser por isso que a reação foi frequentemente uma risada. O Passado e o Futuro desaparecem quando o raio de luz brilha sobre a sombra, e apenas um Presente, renovado a cada instante, permanece, pois somente isso é real.

'Nós' não somos a realidade, nem a substância, mas seu reflexo. A substância está lá, na Realidade, escondida de nós pela tela do Tempo. 'Somos uma sombra instável em uma parede, mas a substância dessa sombra está em todo instante que nossa consciência não é capaz de apreender. Nossa 'vida' no plano dos fenômenos é uma contínua má compreensão pela qual um reflexo é confundido por sua imagem, um eco por sua voz, uma sombra por sua substância.

Somos fenômenos, mas fingimos ser númeno.

Online Users

1 online user

Responsável

Murilo Cardoso de Castro
Doutor em Filosofia, UFRJ (2005)