Carregando...
 
Tradição — SAGRADO

VIDE: HIEROFANIA, ESPIRITUAL, MITO, PANTEÍSMO, POLITEÍSMO, RELIGIÃO, RELIGIOSIDADE, RITO, TEMPLO, TEOFANIA

Perenialistas: O SAGRADO SEGUNDO OS PERENIALISTAS

Cabala

Adin Steinsaltz (Adin Even Yisrael) A ROSA DE TREZE PÉTALAS

O significado da raiz do conceito "do sagrado" na linguagem sagrada é separação, o que implica em afastamento e remoto. O sagrado é o que fica fora dos limites, intocável, e totalmente além do alcance; não pode ser compreendido nem definido, sendo tão totalmente diferente de tudo. Ser sagrado é, em essência, ser outro bem diferenciado.

Há muito no mundo que pode ser grande, bom, nobre ou belo, sem que necessariamente inclua nenhuma parte da essência do sagrado, porque o sagrado está além das qualificações. De fato, não pode ser descrito de outra maneira que pela mais alta de todas as designações — ou seja, como "sagrado". A própria designação é o repúdio de todos os outros nomes e títulos.

Consequentemente, o único que pode ser chamado de sagrado é Deus; e O Sagrado, Bendito seja Ele, o Supremo e O Sagrado, é diferente de todo o resto, sendo incomensuravelmente remoto, elevado e transcendente. Não obstante, falamos da disseminação da santidade sobre o mundo, sobre todos os mundos, de acordo com seus níveis, e até sobre este mundo nosso, em todas as partes que o constituem — tempo, lugar e alma. E de fato, até somos capazes de aumentar nossa receptividade à santidade, abrindo-nos à sua influência.


Consultas


Dispositivos móveis

Online Users

1 usuário on-line

Responsável

Murilo Cardoso de Castro
Doutor em Filosofia, UFRJ (2005)
Mostrar mensagens de erro do PHP