Loading...
 
SEGUIDORES DE GUÉNON — Pierre Grison

Pierre Grison passou cerca de sete anos no Extremo-Oriente depois da guerra, tempo durante o qual aproveitou para estudar os países, os homens, as civilizações e as doutrinas. Muitos artigos de sua lavra apareceram na França nos quais tratou de assuntos diversos como o Budismo e sua arte, sociedades secretas chinesas, a seita Caodai no Vietnam, o simbolismo cosmológico dos templos de Angkor, e outros; em toda sua obra sua perspectiva se conformava estritamente à ortodoxia tradicional, segundo a linha definida por René Guénon. Foi um dos grandes colaboradores da consagrada revista Études Traditionnelles. Faleceu com 59 anos, logo em seguida à esposa, devido a um grave acidente envolvendo ambos.

Na Internet:

EXCERTOS

Online Users

1 online user

Responsável

Murilo Cardoso de Castro
Doutor em Filosofia, UFRJ (2005)