Loading...
 
FILOSOFIA ANTIGA — ANAXÁGORAS (século V AEC)

Biografia e bibliografia

WIKIPEDIA: Português, Espanhol, Inglês

Pré-socrático que supostamente teria sido o mestre de Sócrates. Segundo Pierre Gordon, seu dualismo é menos teológico e mais preciso que aquele de Empédocles. Para este filósofo jônico — que vai abrir em Atenas a primeira escola de filosofia — o Sphoerus é substituído pelas homeomerias; como princípio do movimento, o Nous (= a Inteligência) se substitui ao Amor e à Ira, de Empédocles. As homeomerias (= partes semelhantes) são os elementos, que primitivamente estavam confundidos. — Encontramos portanto, mais uma vez, a indivisão original, legado do iniciatismo teocrático. — Estes elementos iniciais eram, segundo Anaxágoras, extremamente tênues, invisíveis e inapreensíveis. Eles se encontram todos, em proporções variadas, em todos os seres e todos os objetos. «Todas as coisas estão em cada coisa, afirmava o mestre, e em cada coisa, há uma porção de cada coisa». Somos conduzidos como era o caso com os Atomistas, a uma matéria dinâmica subjacente ao mundo físico. Mas Anaxágoras, em lugar de deixá-la a si mesma e à ação do pesadume, assim como o faziam Leucipo e Demócrito, introduziu, como agente de impulsão, o Nous, o pensamento, «a mais fina e a mais pura de todas as coisas», que tem conhecimento de tudo e poder sobre tudo. Esta força age de fora sobre os elementos; ela não lhes é mais inerente, como era o Logos de Heráclito, que se encontrava misturado ao fogo, ou como o eram também o Amor e a Ira'', que Empédocles guardava na Sphoerus. Embora este Nous permaneça expressamente material, e se limite a dar o empurrão inicial, temos aí a primeira tentativa que foi feita nos gregos para distinguir, no seio do universo dinâmico, a matéria propriamente dita — matéria sutil ou radiante — e a mente, do qual esta matéria imortal é o revestimento.


ESCRITOS NA INTERNET

EXCERTOS E ESTUDOS




Online Users

1 online user

Responsável

Murilo Cardoso de Castro
Doutor em Filosofia, UFRJ (2005)